Categorias: Lanches

Scones de uva-passa: passo-a-passo e segredinhos pra deixá-los irresistíveis

Hoje vim fazer algo delícia e facinho de fazer: scones de uva-passa. Não, eu não to espirrando. O nome é scone mesmo. haha

Olhe, o scone nada mais é do que um pão rápido por não levar fermento biológico na sua massa. Do inglês, scone quer dizer idem. A ideia é exatamente essa – ser idem a um pão. O scone é muito popular no Reino Unido, EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Irlanda (sim, fui atrás dessa informação só pra passar por inteligente). Mas o que faz do scone ser diferente de um pão simples é que a manteiga é adicionada em pedaços e por isso dá uma textura especial pra ele.

O scone é macio e não tem intenção nenhuma de ser maravilhoso e estar nas vitrines das confeitarias como protagonista. Não! Ele foi feito pra ser simples. Sabe aquela comida que você come uma vez e não dá muito crédito, mas depois de alguns dias lembra dele e resolve fazer de novo? Pois bem, assim também é com o scone. Aliás, eu tenho uma tese acerca disso: acho que algumas comidas precisam de 3 provas pra lhe tornar viciado. Por exemplo, açaí, sushi e capelettii in brodo. Quando vc prova um desses da primeira vez, não acha muita graça (mas come). Dai dias depois você lembra daquela comida sem graça e resolve provar novamente. Beleza! Pronto. Pare por aí, porque se comer de novo…lascou-se!!!

O mesmo se dá com o scone. É um trequinho que vicia. Pode ser salgado ou doce. Eu particularmente gosto do doce com uva passa. Acompanha muito bem o café da tarde e você pode também incrementar com o que quiser. Eu gosto de colocar ganache ou creme de avelã no topo e uma cereja. Mas, normalmente, como simples mesmo que já é muito bom.

Então bora aprender?

scones uva-passa

Scones

Ingredientes:

280 g de farinhas de trigo

70 g de manteiga fria

4 colheres de sopa de açúcar

80 g de uva-passa picada

160 g de creme de leite com soro (e mais um pouco pra dar brilho no final)

1 colher de sopa de fermento em pó

1 pitada de sal

Pré-aqueça o forno a 220°C. Forre uma fôrma com papel manteiga. Em uma tigela, misture a farinha, o fermento e o sal. Corte a manteiga em pedaços médios e coloque sobre os ingredientes secos. Misture até obter uma massa granulada. Junte as uvas-passas picadas e misture. Faça um buraco no meio da massa.

Bata o ovo e o açúcar dentro de um recipiente até obter uma textura cremosa. Coloque essa mistura no buraco feito no meio da massa e misture bem. Incorpore o creme de leite à massa. Polvilhe farinha sobre uma tábua e coloque a massa sobre ela. Trabalhe a massa rapidamente para que fique homogênea e modele-a como uma bolacha grossa de aproximadamente 3 cm de altura.

Dica 1: se tiver um cortador de biscoitos redondo, vai facilitar seu trabalho. Não esqueça de mergulhar o cortador na farinha cada vez que for usar, de modo a evitar que a massa grude nele e dificulte a retirada.

Quando terminar de cortar todos os scones e colocá-los na fôrma, pincele um pouco de creme de leite em cima. Leve ao forno por cerca de 15 minutos (eu deixo até o momento deles ficarem levemente dourados em cima) e retire da fôrma pra esfriar.

Dica 2: um ponto importante é deixar esfriar os scones numa grelha, pincelar creme de leite e abafar pra dar maior brilho. Depois é só guardar num pote. Vale por uma semana, aproximadamente.

Fácil, né? Tudo na mão, sem necessidade de deixar descansando a massa pra que ela cresça.

Os scones abaixo eu fiz pra festinha do Dia das Mães aqui em casa. Pra ver o post da festa, cique AQUI.

SCONES UVA PASSA

Agora faça aí na sua casa, vai! Mas espera! Antes de ir, curta o vídeo no Youtube clicando AQUI e, se não se inscreveu ainda no canal (nãããããoooo?????) aperta no botão vermelho abaixo do vídeo. E claro: as redes sociais estão aí pra serem usadas. Se gostou da receita, compartilha, né? ;P

Agora pronto! Acabou o assunto. Vou-me embora. Até a próxima! Tchau!

Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.

Tortinha de limão

Olá!

Sabe aquele dia de domingo, após o almoço, em que você olha pros lados (e sobretudo na geladeira) e não vê nada docinho pra comer? Mas aí você pensa: poxa, tô cansada. Mereço dormir um pouquinho nesse final da tarde pra repor minhas energias. Beleza! Aí você até deita, mas entra em cena a sua lombriga de estimação que lhe “caninga” até que você cede e levanta pra fazer alguma sobremesa.

Bom, há quem diga que isso não acontece, mas por via das dúvidas venho hoje compartilhar uma receitinha mara pra fazer nessas horas difíceis e que cai muito bem com café ou chá. Aliás, cai bem com tudo! Faço inclusive pra festinhas aqui em casa. Bora aprender?

Tortinha de limão

tortinha de limão

Ingredientes:

1 gema

100 gramas de manteiga em temperatura ambiente

3 c.s. açúcar

1 pitada de sal

3 c.s. leite

2 xíc. chá farinha de trigo

raspas de 1 limão e suco de 1/2 limão

1 lata de leite condensado

Misture a gema, manteiga, açúcar, leite, sal e farinha de trigo até formar uma massa unida que solte das mãos. Forre fôrminhas de empada (usei uma fôrma de mini cupcakes) com uma camada fina de massa. Misture as raspas do limão, o suco e leite condensado e despeje nas fôrminhas. Não preencha até a borda porque pode transbordar quando estiver no forno. Leve ao forno (180 graus) até dourar.

Caso queira incrementar as tortinhas, prepare um merengue suíço para cobrir. Para fazê-lo, vamos precisar de:

1/2 xícara chá + 4 c.s. açúcar refinado

3 claras

1 pitada de sal

Misture tudo numa panela pequena e leve ao fogo (baixo) ou banho-maria. Mexa até sentir que o açúcar derreteu. Se tiver um termômetro culinário, espere chegar até 60°C e desligue o fogo. Transfira imediatamente para um bowl e bata na batedeira por 1 minuto em velocidade média e por mais 3 a 4 minutos na velocidade alta. Ponha o merengue numa manga de confeitar e decore as tortinhas como achar melhor. Pra finalizar (opcional), use o maçarico para dourar a superfície do merengue ou polvilhe raspas de limão por cima.

É isso! Tortinhas lindas e saborosas, lombriga feliz da vida e você sossegada pra ir dormir. Vá! Você merece. zzzzzzzzzzzzzz

Ops, mas antes de voltar pra cama, faça um favor:
Se você gostou deste post, compartilhe nas suas mídias sociais e com seus amigos.
Não esqueça de seguir o blog Artista de Plantão nas Mídias Sociais.
E já sabe: comenta aqui ou lá no meu canal no Youtube (clique AQUI pra se inscrever) pra dar ideias e me ajudar a fazer posts interessantes.
Beleza? Tô esperando ;D

Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.

O melhor bolo de cenoura com nozes do mundo!

Tem receita que a gente faz uma vez e…tá, já deu! Até guardamos pra fazer um dia (e ele nunca chega). Mas existem outras receitinhas maravilindas que até colocamos na porta da geladeira pra não correr o risco de perder. O bolo de cenoura com nozes é uma dessas receitas. Tem videozinho divertido e tudo pra explicar, mas deixo didaticamente a receita aqui, porque amor nunca é demais!

Bolo de cenoura com nozes

bolo de cenoura com nozes

Ingredientes:

4 ovos
400 g de açúcar
3/4 xícara de óleo
1 pitada de sal
255 g de farinha de trigo
1 c.s. de canela
1/2 c.c. de bicarbonato de sódio
1 c.c. de fermento em pó
455 g de cenoura ralada (cerca de 4 cenouras pequenas)
85 g de nozes ou castanhas
raspas das cascas de laranja e de limão
1 c.s. de essência de baunilha

Bata os ovos, sal e açúcar na batedeira até chegar na consistência de espuma. Acrescente o óleo em fio e continue batendo. Depois desligue a batedeira e acrescente a farinha, a canela, o bicarbonato, o fermento e o sal peneirados e misturados. Mexa com espátula ou colher delicadamente. Depois junte a cenoura, nozes, as raspas e a baunilha. Misture tudo, coloque numa fôrma untada e enfarinhada e leve ao forno pré-aquecido a 170 graus e asse por cerca de uma hora. Pronto!

Se você gostou deste post, compartilhe nas suas mídias sociais e com seus amigos.
Não esqueça de seguir o blog Artista de Plantão nas Mídias Sociais.
E já sabe: comenta aqui ou lá no meu canal no Youtube (clique AQUI pra se inscrever) pra dar ideias e me ajudar a fazer posts interessantes.
Beleza? Tô esperando ;D

Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.

Tutorial de lata (e biscoito) pra presente

Nem havia comentado, mas no mês passado fui visitar meu “painho” (como nós daqui gostamos de chamar os pais), que mora no interior do Ceará. Já havia mais de 3 anos que eu não visitava as terras cearenses, de gente hospitaleira e de coração grande. Aliás, desde o início da odisseia do joelho podre, só viajei pra Gramado… e somente por 4 dias. Só! Tava merecendo uns dias pra matar a saudade do meu genitor, não acham? Assim, contando com uma tripulação de 6 adultos, 2 crianças, uma Land Rover e um Uno (e eu reinei no banco traseiro dele, só pra mim, pra que pudesse esticar as pernas e não cansar o joelhinho odioso querido), partimos pra Camocim/CE.

Mas, voltemos a fita que eu vou explicar aonde quero chegar. Claro que eu ia levar algo pra painho…algo que eu tivesse feito com minhas mãozinhas que a terra haverá de comer (afff, como tô enrolando hoje)…pra ele lembrar da filhinha chata amada que ele tem. Como quase sempre, a escolha foi fazer biscoitinhos amanteigados pra levar, pois ele ama. Normalmente, compro latinhas já todas fru-fru em lojas de artigos para festa, mas andava sem tempo pra ir a uma. Olhei pra o que tinha em casa e… eureca!!!! Como não havia pensado nisso antes?! As latas de biscoito importado que guardei para pintar depois…e esse depois nunca chegava.

Pois bem! Pra encurtar a conversa, resolvi pintar as latas com pátina envelhecido. Super simples! Vamos fazer comigo? Legal. Precisaremos de lixa (usei a lixa ferro), primer, tintas acrílicas e fita de cetim.

receita biscoitos amanteigados com goiabada

Lixe as latas pra prepará-las pra receber o primer. Espere secar por cerca de meia hora. Aplique duas demãos. Depois pinte a lata de tinta branca (usei uma cor de pele pra dar um “ar” mais envelhecido) de fundo. Espere secar e aplique uma demão de tinta diluída em água na cor escolhida, com o cuidado para deixar sempre o branco aparecer. Aguarde 15 minutos pra lixar a peça no sentido horizontal. É importante que você atente pra o fato de que umas áreas deverão ficar mais envelhecidas do que outras, até mesmo deixando a parte de alumínio aparecer. Para isso, é só aplicar força maior naquelas. Espere secar e aplique uma demão tinta na cor amarelo palha (beeeeeeem diluída em água), só pra deixar a peça com aspecto um pouco amarelado. Espere secar pra aplicar verniz em spray. Finalize com a delicadeza de uma fitinha cetim amarrada ao redor.

Para fazer o biscoito, usei a receita que a Claudinha, do Feito a Mão, compartilhou há algum tempo. Aliás, esta receita é mais que testada e aprovada, a queridinha do momento entre as milhares de receitas de biscoitos que testo (e nem posto aqui pra não ficar parecendo que só como biscoito hahaha). Espia só como é fácil:

Biscoitinho do Clau

biscoitos amanteigados com goiabada
1 caixa de Arrozina
200 g de farinha de trigo
150 g de açúcar refinado
250g de margarina

Misture tudo e faça bolinhas, achate-as e coloque no meio um pedacinho de goiabada. Se preferir, corte com um cortador que fica mais “cute”. Leve ao forno pré-aquecido, em fôrma untada e enfarinhada (ou somente forrada com papel manteiga) por cerca de 15 minutos. Retire quando as beiradas começarem a dourar, ponha em cima de uma grelha para esfriar e polvilhe açúcar de confeiteiro por cima. Pronto! Facim, né?

Depois disso tudo vem a pergunta que não quer calar:
– E painho gostou?
– Of course, mininu, of course!

biscoitos amanteigados com goiabada

Até mais!

Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.

Biscoitos caracol

untitled-design-26

Olá!

Hoje vim compartilhar a receita dos biscoitos caracol, que são lindinhos de viver e que levei para o chá de baby de uma grande amiga. Gertrudes (minha galinha preferida) provou e aprovou. Receita original da Martha Stewart, mas que vi no site The Cookie Shop, da Paula Cinini. Maravilhosa, cheia de ideias divertidas e que gosta de DESconstruir a gastronomia, seu site deve ser parada obrigatória para todo “blogueirocook” que se preze. Vamos à receita:

Biscoitos caracol (receitinha tirada daqui)

untitled-design-25

Ingredientes:
1 1/2 (250g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 3/4 xíc. de açúcar
2 ovos ligeiramente batidos, mais 1 clara separada
1 colher de chá de sal
2/3 xíc. de leite
1 colher de sopa de baunilha
5 xícaras de farinha de trigo
1/4 xíc. da cacau em pó (eu não quis usar chocolate, então substitui por corante azul e laranja, dividindo a massa em 3 partes).

 

Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até ficar cremoso e fofo. Junte os ovos e o sal – bata para combinar.
Junte o leite e a baunilha e reduza a velocidade da batedeira. Junte a farinha de trigo aos poucos até ficar homogêneo – não precisa bater muito.
Divida a massa em duas partes. Junte o cacau (ou corante) à metade da massa e misture na batedeira ou à mão.
Abra a massa de chocolate sobre um papel manteiga polvilhado com farinha até ficar com 0,5cm de espessura. Corte retângulos de 20 X 15cm e leve a massa à geladeira dentro de uma assadeira. Sobre outra folha de papel manteiga, abra a massa de baunilha e corte retângulos do mesmo tamanho da massa de chocolate. Leve à geladeira para firmar um pouco, uns 10 minutos.
Pincele a clara de ovo de leve sobre cada retângulo e coloque os de baunilha sobre os de chocolate (ou pigmentados). Começando pelo lado maior, enrole como rocambole, bem apertado. Leve à geladeira por 20 minutos. Corte em fatias e asse em forno preaquecido a 180°C em assadeiras forradas de papel manteiga, mais ou menos 15 minutos. Deixe esfriar um pouquinho e passe para uma grade para esfriar completamente.
Guarde em potes tampados por até 1 semana.
untitled-design-27

Espero que aprecie a fornada!

Beijo!

Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.