Elementos fáceis e criativos para não passar o Dia das Mães em branco

Olá!
Hoje começo meu prólogo confessando: ando assumindo riscos de improviso que jamais imaginaria ser possível fazer anos atrás. Não que seja ruim de fato, mas tenho deixado de curtir o processo criativo que tanto gosto quando algo é muito pensado e cultivado. Uma das áreas em que tenho cometido esse pecado é na produção de pequenas festas caseiras. Mas, paciência, né? É melhor improvisar e lançar às favas o maldito perfeccionismo do que passar em “branco” datas importantes. Deus perdoa.
Este ano, pela agonia dos dois trabalhos e pelas tarefas cotidianas, não tive tempo de pensar numa decoração digna do dia das mães. Mas era fato: tinha que fazer algo. Então, tratei de chamar minhas irmãs e minha sogrinha-mãe (e todos os adjacentes, claro!) pra almoçarmos juntas. Um dia antes do evento….vamos pensar no que fazer??? Bora lá:
Almoço feito na hora pede mix de nozes pra segurar a fome, suco pra refrescar, frutas da estação e…uma cascata de chocolate pra alegrar os doces corações femininos? Isso mesmo. Que delícia!

mesa decorada dia das mães

cascata de chocolate

Ah, e cubecake (minha invenção) bem pink pra combinar com nossa delicadeza materna.

cupcakes diferentes

Apesar da pressa, ainda dava tempo de fazer um mimo pra dar a todas as mães. Daí veio uma lição muito valiosa: nunca jogueis fora potes de geleia ou garrafinhas de leite de coco. Nunca se sabe quando ireis precisar delas.
De fato, foram muito úteis. Pintei as tampas dos potes com tinta spray na cor branca e pus os cortadores de scrap pra trabalhar. Com eles, fiz a tampa e a lateral dos potes em formato de flor. Pra dar um volume às flores laterais, usei um boleador e fiz movimentos circulares pra “levantar” as pétalas. No miolo, preguei botão. Fiz biscoitos amanteigados pra pôr dentro dos potes. Nas garrafinhas, utilizei fitas adesivas diversas da Martha Stewart. Ficaram meigas, né?

Untitled design-12

A criançada não foi esquecida. Além de outros atrativos, um balde de bolas cheias d’água pra brincarem de guerra de bolas fizeram a diversão delas.

balões

O almoço (feito por minha sogrinha) foi delicioso. Desta vez não fui pra cozinha, pois já tinha vindo dela. Kkkk
O dia seguiu com um gostoso café da tarde, filmes nostálgicos de Sissi e repouso merecido na rede. Tem coisa melhor?
Enfim, foi isso. Queria compartilhar com vocês pra encorajá-los a sempre tentarem fazer uma coisinha especial em encontros que estejam organizando. Criatividade e boa vontade são a chave pra qualquer produção, por mais simples que seja. Seus convidados se sentirão especiais com esta simples atitude de amor. Vale muuuuuuito à pena!
Beijos grandes!
Por:
Passei muito tempo da minha vida querendo entender quem eu era, pois fazia muitas coisas diferentes e aparentemente desconexas. Hoje, sou bancária, bailarina, atriz (nas horas vagas), gosto de pintar, cozinhar, fazer scrap e artes manuais em geral, sou mãe, esposa e cristã. Coisas que se entendem entre si, pois esta sou eu. Espero que esse cantinho virtual seja um espaço agradável, como o aroma refrescante do orvalho da manhã ou o cheirinho peculiar do café novinho no fim de tarde. Seja bem vindo(a)! Entre e sinta-se em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *